Michel Cournot (França)  - Crítica                     Revista Teatro al Sur (Argentina) - Matéria           Caderno 2 (Matéria)                                  La Provence (França) - Matéri

Arturo Carrera (Argentina)- Crítica                   O Estado do Paraná (Brasil) - Matéria                    Carmelinda Guimarães 2                           Iuri Pitta (Estadão Matéria)

Olga Romantsova (Rússia) - Crítica                   Revista Loutkár (Rep Tcheca) - Matéria                 Grécia - Matéria                                             Rep Checa - Matéria

Beth Néspoli (Brasil) - Crítica                               Jornal da Tarde (Brasil) - Matéria                         Jornal da Tarde (Brasil) - Matéria 2          Folha de São Paulo - Matéria

Shigeru Kosaka (Japão) - Crítica                          Valmir Santos (Brasil) - Crítica                               Le Express (França) - Matéria                   Boletim UFMG

Mariângela A Lima (Brasil) - Crítica                    Revista Cultura Inglesa                                            O Dia (CCBB/RJ)                                            Luz e Cena - Matéria


Grzegorz Józefszuc (Polônia) - Crítica               Polônia (Entrevista)                                                    Guia da Folha                                                   O Globo - Matéria

Jonathan Mart (Austrália) - Crítica                      Jornal de Notícias (Portugal)                                  Provence 3 Matéria                                       Divirta-se - Matéria

Carmelinda Guimarães (Brasil) - Crítica             Jornal da Tarde (Brasil) - Matéria 3                      Grécia - Matéria  2                                          Folha de São Paulo - Crítica

          

Estadão (Brasil) - Matéria                                         Folha de São Paulo (Avignon)                               Caderno 2 - Festival Guarulhos

Le Figaro (França) - Matéria                                      Helena Katz (Estadãp)                                           Folha de Londrina - Matéria

Clarín (Argentina) - Matéria                                      Caderno 2 (Matéria 2)                                             Miami Herald (EUA) - Matéria

                           

                                                  

 

     

 

                                                     

              

                                                         

 

“Jamais um espetáculo de Avignon ou de qualquer lugar ofereceu ao espectador essa pequena vertigem de felicidade, de fraternidade, quanto essa “caixinha brasileira”. O espectador assiste algo perto de um sonho, perde-se toda noção de distanciamento. Trata-se de uma emoção amorosamente viva.”

Michel Cournot

Crítico Teatral (Jornal Le Monde) –                                                  Avignon/França

 

‘’Um dos espetáculos mais extraordinários, no meu entender, deste festival Internacional de teatro é a “Caixa de Imagens”.Está de volta a secreta esperança de um teatro total (social) com todos os detalhes do sonho, agora consciente outra vez, a precisão eterna da maravilha.”

Arturo Carrera - Poeta e crítico (Jornal Clarin) – Buenos Aires/Argentina

 

“Tudo fica claro, mesmo quando não há o uso das palavras, a própria assistência ao espetáculo lembra um ritual místico. Fazem coisas extraordinárias com a iluminação. O essencial para os criadores do grupo é a sensação passageira que suas miniaturas provocam. O mundo mágico que surge com o teatro do Grupo Caixa de Imagens, parece mistério e oferece uma sensação de alegria. Daquela alegria que só é possível experimentar na infância.”

 

 

Olga Romantsova – crítica teatral (Jornal Gazeta) - Moscou/Rússia

 

“Caixa de Imagens encanta Moscou, caiu nas graças do público russo por sua beleza e por brincar com a relação entre espaço e tempo. O Grupo vem invariavelmente encantando públicos de diferentes festivais no mundo. Não foi diferente em Moscou e isso poderia ser conferido na expressão das pessoas...Para além da beleza, da dramaturgia ou da qualidade técnica, o sucesso está em interferir na relação espaço-tempo...O Caixa transporta ao tempo da delicadeza, “dos verdes quintais, quando ainda havia fadas”. O espetáculo traz uma imagem universal, presente portanto na memória russa.”

 

Beth Néspoli – jornalista e crítica teatral –São Paulo

 

“O “Caixa de Imagens”, trabalho do grupo brasileiro foi um sucesso no Festival Internacional do Instituto de Dança Kazuo Ohno realizado em Yokohama entre setembro e outubro deste ano (2008). O teatro portátil que circula em vários locais no Brasil em um carro pequeno e parando em praças para se apresentar, traz de volta a relação próxima e carinhosa entre ator e espectador, que a sociedade de consumo deixou de lado. Eles param o carro em uma praça e começam a instalar sua caixa teatral. Pessoas curiosas vão se juntando em torno deles. A fonte da energia do “teatro portátil” é o intercâmbio caloroso com o público.

A peça apresentada em Yokohama é Once a Dancer (Sonho e Ohnos), é inspirada na obra do dançarino Kazuo Ohno, tem uma duração de cinco minutos, e percebe-se uma admiração insaciável pela beleza.”

 

Shigeru Kosaka - crítico de teatro/Tóquio/Japão

 

“O que sempre interessa ao Grupo é criar algo que torne esse tempo substancialmente diferente. O alvo e o modelo são o tempo da memória e da fantasia. Bastam poucos minutos de atenção concentrada para que o tempo do cotidiano se transubstancie no tempo imemorial, para que o passado se torne fabuloso.”

 

Mariângela Alves de Lima – jornalista e crítica teatral – São Paulo

 

“Ser espectador no teatro Caixa de Imagens é extraordinário. Os atores brasileiros têm um trabalho excelente, que nos seduziu como uma criança e acreditamos por um momento que a Caixinha é real. É como uma viagem para o mundo da infância.

Esse mundo agita emoções que não nos permitimos todos os dias, é um teste para nossa sensibilidade que está escondida como uma noz dentro de sua casca, nossas poses, fingimentos, racionalizações e mentiras. Essa pequena Caixinha é grande.”

 

Grzegorz Józefczuk, filósofo, poeta e crítico teatral (Gazeta Wiborcza) - Lublin/Polônia

 

“Tudo sobre os bonequeiros brasileiros da Caixa de Imagens é pequeno. Tudo, exceto o esforço e o sentimento que eles colocam em seus espetáculos”.

Jonathan Mart - Crítico de arte (Jornal The Advertiser) –Adelaide/Austrália

 

“A troupe da Caixa de Imagens representa o que de mais subversivo se faz no teatro atualmente. É a poesia contra a violência. O silêncio contra o barulho. Lentidão contra a pressa. David contra Golias. Vencem sempre”.

 

Carmelinda Guimarães - Crítica Teatral

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
    Grupo Caixa de Imagens                    
   
                                                                            contato: grupo@caixadeimagens.com                                                                                  
  • Facebook Social Icon